São Pedro do Atacama, Chile – parte I

Assim que chegamos a São Pedro fomos procurar uma pousada, pois haviam nos falado – em Santiago – que era loucura chegar sem reservas, que a cidade estaria lotada e que passaríamos aperto. Isto não aconteceu. Fomos direto à pousada Don Raul, indicada pelo brasileiro que conhecemos em Calama e, de cara, encontramos um quarto. O preço não estava além do esperado e por lá ficamos. A respeito da Don Raul, temos alguns alertas a fazer, o que será objeto de outro post. No geral, ficamos satisfeitos.

São Pedro do Atacama não é nada mais do que um ponto no deserto do Atacama de onde saem diariamente dezenas e dezenas de turistas para conhecer os mais diferentes sítios da região. Há meia dúzia de ruas lotadas de albergues, pousadas, hostals, bares, restaurantes, todos no mesmo estilão simples. Alguns estabelecimentos, apesar de rústicos – como tudo por lá – são bastante elegantes e caros.


1 comentário sobre “São Pedro do Atacama, Chile – parte I”

  1. Ainda sobre San Pedro do Atacama, recomendamos a Cactus Tours. Foram bem prestativos e um guia chamado Patrício se mostrou um cara bastante
    conhecedor e atencioso… Em contrapartida, o guia chamado Pablo (da mesma Cactus Tours) foi o oposto… Falou que o trecking do Valle de
    la Luna era simples e nos deixou para trás em diversos momentos (estávamos muito cansados também). No geral, recomendo a empresa, mas a recomendação deve-se ao atendimento
    e ao guia Patrício.

Deixe uma resposta