Em busca de uma varanda fresquinha

Sinceramente, acho que é coisa de mineiro acostumado com roça, com bolinho e pães-de-queijo saindo do forno a lenha. Ou talvez seja apenas saudosismo barato, mas hoje me deu vontade de passar a tarde largada numa varanda ou cozinha de fazenda. Na verdade, acho que o desejo é um sinal indicando que estamos no caminho certo com nosso plano de cobrir parte da varanda com telhas convencionais de cerâmica.

É que neste mês de março, neste calorão infernal, decidimos fazer uma cobertura em parte de nossa área aberta. E aí começaram as idéias e dúvidas. Colocamos um toldo de lona, policarbonato ou telha convencional? A telha de cerâmica, sem dúvida, é mais fresquinha, mas exige mão de obra mais demorada e complicada. Um toldo de lona seria rápido e mais barato, mas e o calor? Policarbonato faria com que nossa casa ficasse 5 graus mais quente que o inferno e a themotelha não nos dá uma estética bacana. A dúvida persiste, mas estamos bastante inclinados a usar cerâmica e madeira mesmo.

Estamos dando um passo hoje, em que teremos pedreiro fazendo um armário na dita varanda/área que será fechada. O resto será decidido em alguns dias e acho que conseguiremos um espaço bem gostoso, com muitas plantas, uma rede e, o mais importante, fresco, viável de se permanecer agradavelmente.

A área que vai ser coberta é esta abaixo. Ela era assim:

ja-foi-1
ja-foi-2
ja-foi-3
ja-foi-4

Hoje está assim, pronta pra receber o pedreiro man.

esta-1
esta-2
esta-3
esta-4
esta-5

Detalhe para as coitadas das alamandas, que sofreram muito com a mudança de vasos e de lugar. A amarela, ainda assim, dá um show com suas flores.

ala

5 comentários sobre “Em busca de uma varanda fresquinha”

  1. Pingback: Em Geral » Ladrilhos hidráulicos

  2. Pingback: Em Geral » A sina de uma reforma – parte 4

  3. Pingback: Em Geral » A sina de uma reforma - parte 2

  4. Pingback: Em Geral » A sina de uma reforma - parte 1

  5. Preciso dizer que o pedreiro deu o bolo? Foi só o começo. Disse que virá amanhã, em pleno domingo. Nossa via crucis está começando.

Deixe uma resposta