Negrinha, de Monteiro Lobato, é racista?

O Governo Federal foi processado pelo Instituto de Advocacia Racial por distribuir a bibliotecas públicas duas obras específicas de Monteiro Lobato, o livro Caçadas de Pedrinho e o conto Negrinha. A questão foi parar no STF, que vai analisar o processo  após o julgamento de Mensalão.

Não seria o caso de os professores passarem por programas de treinamentos para aprenderem a lidar com textos e falas e pensamentos racistas?

Impedir que o Governo distribua esta e outras obras  não seria fugir de ensinar a pensar?

De qualquer forma, não dá pra fazer vistas grossas para nada que possa ser minimamente racista.

E se a obra é preconceituosa, que se mostre aos estudantes que a época da condescendência acabou.

Aproveitem e leiam este texto; muito bom.

Observação de maio de 2018: tenho lido vários livros de Lobato para os meninos. Difícil levantar bandeira dizendo que ele não era racista. Os textos são racistas sim e eu, como não sei ainda explicar aos dois todo o contexto do racismo, faço até questão de limar algumas expressões e/ou palavras dos textos. Vou procurar saber como fazer com a questão e tentar abordá-la da melhor maneira possível.  

2 comentários sobre “Negrinha, de Monteiro Lobato, é racista?”

  1. É que às vezes o livro, a história, tem uma intenção bem definida por detrás de sua poesia inocente, né? Precisamos saber como nos defender! Beijos!

  2. Olá, Ela querida.Como vão as coisas por aí?Saudades!!!!! Estou na casa nova e curtindo pacas.
    Bom, se tem uma coisa que me mata de raiva é ver que existem otários que são mais racistas e preconceituosos que um livro ou história.
    Que sirva de lição, como vc comentou, uai!
    ridículo esse fato, na minha opinião.
    Caramba!!!!Deixe a negrinha ser e acontecer na imaginação das crianças que leem o livro, faz parte.
    Pronto, falei!
    Bjs a todos.

Deixe uma resposta