Em Geral

Um blog sobre todas as coisas Em Geral

Archive for the 'Belo Horizonte' Category

Mãos ao alto, você está em um sacolão!

No dia 26 de setembro deste ano passei no sacolão da avenida Uruguai, bairro Sion. Eu já imaginava que este sacolão seria careiro, pois tudo (ok, quase tudo) na zona sul de Belo Horizonte é mais caro do que nos outros bairros.

A necessidade, enfim, me fez passar por lá e eu imagino que não vá voltar.

Esta comprinha que vocês vêem na foto saiu por R$ 22,80. Isto mesmo, vinte e dois reais e oitenta centavos.

Vejam que não comprei uma fruta sequer (absurdamente caras neste sacolão); apenas cebola, batata, cenoura, tomate, abóbora, uma couve-flor e um brócolis, sendo que estes dois últimos itens estavam na promoção.

Foi ou não foi um roubo?

 

No comments

Arte em ferro

É muito bonita a recepção deste prédio na zona sul de Belo Horizonte.  Os dois vasos de planta em ferro contribuem muito. Simples, porém muito elegantes. Sempre que vou lá me encanto.

No comments

Praça do Papa – BH

Boa opção para ir caminhar. Lugar calmo, bonito e com um ar mais limpinho. 🙂

No comments

Perda de peso x caminhadas

Eu deveria tomar mais vergonha na cara e passar a caminhar mais. Toda semana que cumpro minha obrigação tenho boa recompensa na balança. A primeira semana de julho até que foi produtiva e eu tive o ânimo de, mesmo nas manhãs geladas, ir me exercitar na Praça JK.

A segunda quinzena de julho já não foi tão proveitosa. Saí um pouco da linha e, no lugar de perder peso, ganhei 200 graminhas. Tudo bem, foram apenas 200, mas esta barrinha de gordura me mostra que não posso – jamais – ceder a todas as tentações. Se o fizer ganho peso mesmo, sem pestanejar. E de 200 em 200… todo mundo já sabe.

Agosto chegou e com ele minha vontade de continuar caminhando. E, vamos combinar, não é nada mal, ainda mais tendo como pano de fundo uma paisagem tão gostosinha.

Nas fotos, uma fria manhã de julho, direto da Praça JK, Sion/BH.

No comments

5º Festival Andando de Bem com a Vida

Estivemos, no último domingo, no 5º Festival Andando de Bem com a Vida, na Praça da Liberdade e adoramos.

Este Festival reúne uma galera com interesses diversos, mas todos relacionados digamos, com uma melhor qualidade de vida. Há debates e propostas de soluções para os problemas que enfrentamos no nosso dia-a-dia. Pessoas ligadas a instituições de proteção animal também estiveram presentes. No dia, inclusive,  houve feira de adoção na Praça.

Várias barraquinhas de produtos vegetarianos e naturais foram montadas na alameda principal da Praça e nós, claro, tratamos de experimentar algumas coisinhas, como o suco de cará com limão e o aperitivo de algas sabor raiz forte. Compramos também um Gergeliko, salgadinho delicioso que conhecemos em nossa viagem para Alto Paraíso e ganhamos fraldas biodegradáveis da Empório Nanak.

Domingo gostoso. Idéias bacanas. Evento interessante.

1 comment

Maritacas na Praça JK

Coisinhas barulhentas e lindas.

No comments

Somos todas Vadias – Marcha das Vadias em BH – 05/12

“Ser chamada de vadia é uma condição machista.  Os homens dizem que a gente é vadia quando dizemos ‘sim’ para eles e também quando dizemos ‘não”.  Julia Zamboni

Amanhã, sábado, dia 26 de maio de 2012, será realizada mais uma Marcha das Vadias em Belo Horizonte. A concentração ocorrerá a partir das 13 hs, na Praça da Rodoviária e a passeata toma o rumo da Praça da Estação.

A primeira Marcha das Vadias ocorreu no Canadá, em protesto às declarações machistas de um policial que investigava estupros em uma universidade de Toronto. O policial teria dito que as mulheres deveriam evitar se vestirem como vadias. Após este ocorrido houve um protesto que levou mais de 3000 pessoas às ruas da cidade. E desde então a Marcha vem tomando seu espaço pelo mundo.

Parece brincadeira, mas bem antes de a Marcha das Vadias ser levada a sério eu dizia a Ele que as mulheres precisavam se reunir e todas, em alto e em bom som, gritar a todos os ventos que somos livres, donas de nossos corpos, nossas vontades e que nos impingir a pecha de vagabundas nada significaria.

Então, quando vi pela primeira vez na TV a Marcha das Vadias fiquei muito feliz. E tive vontade de estar ali.

Porque somos livres.

E, se ser livre é ser vadia, somos todas vadias.

No comments

Pinceladas no céu de Belo Horizonte

Frio, muito frio.

 

No comments

Caminhadas na Praça JK

Onze meses depois do nascimento dos bebês resolvi criar vergonha na cara e começar a caminhar para perder os muitos quilos a mais que eu acumulei. Não tá fácil, viu?

No comments

Hoje é dia de Morrissey em Belo Horizonte

Já dissemos o quanto somos fãs de Morrissey. Fãs mesmo, desde antes da adolescência, pois nossos irmãos mais velhos ouviam Smiths. Estamos os dois super ansiosos pelo show.

Estive acompanhando durante todo o dia de hoje as notícias do cantor pelo Facebook. É incrível como que, se não fosse o Facebook, não saberíamos de absolutamente nada sobre a chegada dele em Belo Horizonte. Como disse um camarada lá no Morrissey Brasil, se fosse o Michel Teló já teríamos todos os passos do caboclo. Porém.. notícias do maior inglês vivo ninguém se digna a dar.

Podem dizer que o cara não gosta destas coisas e tal, mas eu aposto mesmo é na incompetência do jornalismo mineiro. Afinal, mais uma vez,
Morrissey é um ícone. E pronto.

Fato que ele chegou ontem de Buenos Aires (veio de ônibus!) e se hospedou no Ouro Minas. Foi super educado com as fãs que lá estiveram e, parece-me, não saiu mais do hotel.

Eu havia pedido na Prefeitura que maneirasse a temperatura de BH hoje, para que ele não assasse dentro do Chevrolet Hall e fui atendida. Tudo indica que será um show perfeito.

Então.. nos parece ainda inacreditável que faltam poucas horas para vermos Morrissey ao vivo e em cores, ali pertinho, cantando para nós!!

Impagável esta expectativa. Impagável.

First of the gang to die

 

No comments

Céu de Belo Horizonte no dia 29 de janeiro

No início da noite de ontem, dia 29 de janeiro, um tom forte alaranjado tingiu o céu de Belo Horizonte, prenunciando uma forte chuva.

Ao final da tempestade, dois arco-íris o cortavam.

Um cenário lindo, tristemente causado pela poluição.

1 comment

Violência contra a mulher na boate Major Lock

Olha, não vou tecer maiores comentários. Vou apenas tomar a liberdade de transcrever o relato de uma moça que foi agredida dentro de uma boate na zona sul de Belo Horizonte neste fim de semana. E deixar um pedido a todos: jamais façam vistas grossas à violência, à covardia e ao desrespeito.

Violência contra a mulher no Major Lock

Imagem: Arquivo pessoal
Mulher diz ter sido assediada na boite Major Lock

Todas as minhas amigas me perguntam o porquê de desde sempre eu preferir baladas gays. Simples! Gays são respeitosos, são educados, são dignos, são humanos! E isso é facilmente comprovado!!

Hoje, fui prestigiar a banda de amigos que inclusive tem feito um cover maravilhoso de RATM, banda que muito representou na minha adolescência. O local eu nunca gostei, justamente pelo público repleto de Pitboys abusados!

Estava uma noite agradável. Boate não tão cheia e o show maravilhoso. Até o momento em que decidi ir buscar uma bebida e fui abordada por um rapaz que quis me beijar a força, fato comum nesse tipo de boate. Me esquivei e o abusado encheu a mão na minha bunda. Eu o repreendi alertando-o que chamaria o segurança e ele me chamou de lésbica, apertou meu braço e pasmem, me puxou e … eu estou morta de vergonha de dizer… ELE ENFIOU A MÃO DEBAIXO DO MEU VESTIDO E TOCOU EM MIM e ainda me deu um banho de energético! Fiquei molhada e estagnada no mesmo lugar! CHOCADA! 

O brutamontes dava dois de mim!!

Procurei o segurança, relatei o ocorrido e o marginal sumiu. Alguns minutos depois ele voltou. Fui falar com ele para certificar que era ele enquanto minha amiga foi chamar o segurança. Ele me dizia que tatuadas ou são lésbicas ou putas e que tinha preconceito. Putas e lésbicas também merecem respeito!

 O segurança veio pontamente mas foi levado na conversa!  Era minha palavra contra a dele. Eu tinha 3 (TRES) Testemunhas indignadas, C. V., L. M. e R., e bastou o cara negar que foi logo liberado e sequer advertido.

Alegaram que não houve flagrante e um segurança despreparado veio me dizer que “Maria da Penha” só se aplica a casais casados! E eu nem havia falado em tal lei, mas falei sobre violência contra a mulher, que foi o que ocorreu.

Em seguida me dirigi ao proprietário do estabelecimento que prontamente me disse: “Vim aqui pra curtir. Faça o mesmo”. Como alguém pode curtir algo após tal violência e falta de respeito? Me disse que não poderia fazer nada, me ridicularizou dizendo: “Pode chamar a polícia…” ele estava seguro demais que não teria problemas com a polícia!

Agora eu me pergunto e pergunto a vocês: ATÉ QUANDO VAI SER ASSIM? ATÉ QUANDO AS MULHERES SERÃO OBRIGADAS A CONVIVER COM TODO O TIPO DE VIOLÊNCIA? ATÉ QUANDO A NOSSA PALAVRA NÃO TERÁ VALIDADE?

O que sofri foi uma violência que me lesou em todos os aspectos! Fui desrespeitada por todos os homens que procurei para pedir ajuda. Sinal que todos são capazes da mesma atrocidade. Pra eles, não foi nada de mais!!

Ta aí um lugar que eu não piso mais e que na segunda feira estou processando para que outras mulheres não passem por isso!

No comments

O governo pode te calar?

Eu vi quando eles trouxeram as bombas, e vi prepararem as armas, eu estava na grade, entre a polícia e o povo. E achava aquilo tão surreal, tão inacreditável que não conseguia sentir medo.
 

A indicação desta postagem do blog da Natália Carvalho (e do vídeo, obviamente) é para todos aqueles que amam Minas Gerais como eu. E prezam a liberdade preconizada em nossa Constituição.

Precisamos dar um grito contra esta imprensa porca e vendida do nosso estado, e, logicamente, estar ao lado dos professores nesta hora crítica.

Lembrando, se é que precisa, que é bem mais fácil governar e subjugar estúpidos.

1 comment

Divulgando a feira de adoção!

No próximo sábado, dia 03 de setembro, haverá feira de adoção de cães e gatos no Sion, no Pet Shop Bom pra Cachorro, das 9 às 15hs.

Legal demais para quem deseja um amigão. Lembrando das responsabilidades de um adotante, eim! Um animal de estimação é para toda vida, com todas as alegrias e responsabilidades que o acompanham.

1 comment

Primavera em um mês…

E os ipês já começaram a florir.

Este na rua Sergipe com Antônio de Albuquerque – Savassi.

1 comment

« Página anteriorPróxima página »