Em Geral

Um blog sobre todas as coisas Em Geral

Archive for the 'Obras e reformas' Category

O antes e o depois de um hall de prédio

Hall de prédio predio antigo (2)

hall de prédio reformado

Pois então, o que uma reforma não faz, não é mesmo?

Nosso hall de prédio era bem feio. Tínhamos duas portas que levavam para o mesmo lugar e, além disso, na parte externa, havia uma parede dividindo estas duas passagens. O prédio ficava com uma cara bem mais chulé e descuidada. A porta que vocês vêem à direita dava para a rua e a outra para a garagem da parte de trás do edifício.

Além deste verdadeiro puxadinho que a construtora fez, havia um corrimão de ferro (bem mal feito) e a pintura já estava bem estragada. Inicialmente apenas pintaríamos o prédio, mas depois que a bagunça já havia sido feita aqui em casa e que os pedreiros já estavam disponíveis, começamos a sonhar com uma nova cara para o ambiente.

A ideia da retirada de uma das portas foi do meu marido. E mesmo sem arquiteto ou decorador, ajustando aqui e acolá, tivemos um ótimo resultado!  Ele pediu aos pedreiros que fechassem a porta da esquerda, criando uma salinha na portaria. Criada a salinha, seguimos o conselho de minha irmã e fizemos a iluminação. As partes internas do hall receberam  um grafiato palha, a porta da direita foi substituída por um blindex e o corrimão de ferro foi trocado por um de inox.

Quanto à decoração, uma estudante da área nos aconselhou a colocar os móveis mais ou menos nesta proporção,  móveis que foram comprados na Mafuá Móveis (escolhidos por mim e por Ele) e os adornos foram comprados por uma vizinha em uma loja no bairro Santo Agostinho.

A única coisa que ainda está pendente de reforma ou troca total é o piso. Como o dindin não dava para trocar tudo, resolvemos deixar para depois ou talvez fazer apenas uma limpeza profunda ou raspagem na pedra.

De qualquer forma, vejam como o cuidado com um ambiente pode transforma-lo. Não estava dando muito gosto entrar em casa. Mas agora sim! 🙂

No comments

Os afazeres não acabam!

obra

No comments

Obra – desespero a vista. E à vista!

Dia primeiro deste mês começamos uma nova empreitada. Uma obra para reforma de nossos 2 banheiros, de um lavabo, para troca de piso das salas da cobertura e para a construção de um fogão a lenha com churrasqueira.

A ideia inicial era apenas a reforma dos banheiros, mas já que estávamos na m#, resolvemos atolar o pé um pouco mais na lama. Porque, né? Pra que simplificar se podemos complicar?

Como não deixamos por menos, ainda resolvemos colocar um ar condicionado no nosso quarto, embutir o que já temos no escritório, trocar a cor de algumas paredes, embutir vários fios que enfeiavam a casa… resolvemos tudo de uma hora para outra.

O resultado é que estamos há mais de 20 dias vivendo no improviso, com todas as nossas coisas empilhadas nos armários, respirando poeira que nem uns loucos e nos cansando e aborrecendo com os pedreiros.

Estes aí chegam para consertar meia dúzia de coisas e deixam outra dúzia estragada. Sujam suas paredes, arranham seu chão, quebram suas coisas. E nem rola de reclamar. Porquê além de não resolver nada você corre o risco do serviço ficar mais porco ainda.

Mas vai ficar tudo bacana, eu espero. Da próxima eu postarei algumas fotos de antes e depois. E vamos que vamos, veremos quando a bagunça vai acabar de vez.

🙂

 

No comments

Como prender porta de vidro de correr





Com as crianças brincando na área sempre foi muito perigosa nossa porta de correr. Os dedinhos sempre ficavam nervosos mexendo em tudo. Aqui em casa são 3 portas de vidro. Duas correm, uma é presa, e eu sempre ficava na neura de alguém prender (e perder!) o dedo.
Dai, claro, Ele teve a ótima ideia de prender duas ventosas, uma em cada uma das duas portas externas (de três).
E então Ele usou uma corda para fazer a vez do prendedor. Fez um ganchinho nas pontas da corda com uma presilha destas de plástico (destes lacres multi uso, encontrados em lojas de construção) e a encaixou nas duas ventosas.
Vejam no detalhe que as ventosas foram colocadas de lado, para que pudessem segurar bem firme as piratas de vidro.
Então..
Tem criança em casa e tem porta de vidro de correr?
Tem medo que seu filho prenda o dedo nas portas de correr?
Copie esta ideia. Ela é boa, deu certo aqui em casa!

No comments

Ladrilhos hidráulicos

A ideia deste post surgiu quando nossa amiga Maria Luiza, do Eu quero uma casa no campo, foi comprar seus ladrilhos hidráulicos na Ladrimar, mesma loja em que compramos os nossos. Me empolguei e resolvi mostrar-lhe como ficou a pia que fizemos na varanda.

Pra quem não acompanhou nossa reforma, foi o seguinte: tínhamos um espaço aberto no nosso apartamento onde batia muito sol. E nossa vontade era ter uma varanda mais fresquinha. Definimos, então, o projeto, e partimos para o abraço.

Finalizando os detalhes, fomos orientados a procurar a Ladrimar (também indicamos: bom preço, bom atendimento e ladrilhos maravilhosos) e lá mesmo, no chão, fizemos o esquema de como ficariam nossas peças.

Utilizamos estas belezuras para dar um toque bacana a uma pia de 2,20m de granito ubatuba, já existente na varanda. Fizemos uma moldura padronizada na primeira fileira de ladrilhos, porém de cores diferentes, e na segunda fileira ladrilhos aleatórios.

Então, na última foto, usamos o ‘novo’ espaço para cozinhar no  disco de arado. Delícia com uma pitada de charme. Graças aos ladrilhos hidráulicos.

4 comments

Reformando a varanda – parte 10

Há muitos dias que não posto nada sobre a obra, até mesmo para parar de reforçar o stress. Mas desta vez o faço para dar boas notícias. Hoje – até segunda ordem, pois tudo pode ocorrer – já teremos os toldos laterais instalados. Os pedreiros já foram embora há mais de uma semana.. eu e Ele já fizemos toda a limpeza grossa da área e até já demos uma deitadinha nas nossas redes. 🙂

É claro (e disto ninguém duvida) que a gente sempre gostaria que alguma coisa, algum detalhe, tivesse sido feito diferente. Mas digamos que estamos muito satisfeitos com o resultado.

O que nos resta, agora, é fazer as portas do armário da pia, que já começamos a orçar. Só achei engraçado que uma empresa, destas típicas que fazem armários de cozinha e banheiro, nos falou que deveríamos usar  MDF coberto com fórmica. Já uma outra assegurou que o armário em 100% MDF seria bem mais resistente. Não sei quem está com a razão; um deles se equivoca ou nos coloca em erro.

De qualquer forma, vista noturna de nossa nova varanda. Depois, com armário pronto, posto as derradeiras fotos, com direito a antes e depois.

obra

1 comment

Reformando a varanda – parte 9

Pois é, quem apostava que a obra não ficaria pronta até o meio dia de hoje ganhou. Viajamos a trabalho e a casa foi fechada completamente imunda, cheia de entulho e com várias pendências de acabamento.

Quando contratamos a empreitada tivemos a informação de que receberíamos tudo pronto há uma semana atrás. Deixamos bem claro que tínhamos compromissos agora em julho e este prazo vinha sendo insistentemente cobrado.  Não obstante, houve faltas injustificadas dos pedreiros, conjugadas com um bocado de corpo mole.

A corrida contra o tempo – totalmente desnecessária se houvesse organização – iniciou-se nesta última semana, mas, mesmo assim, como eu já havia previsto, foi em vão.

É senso comum que quem reforma a casa  passa por este tipo de coisa, mas não devia (nem tinha) que ser assim. Os prestadores de serviço deveriam ser mais sérios e os clientes não deveriam ser tão passivos. Mas, como disse, o senso comum aceita como usual que você se ferre em qualquer tipo de obra ou reforma e não possa reclamar de nada.

Enfim, novas e definitivas fotos acho que só na próxima semana, se tudo der certo.

1 comment

Reformando a varanda – parte 8

Ontem nem tive tempo  de postar nada sobre a obra, tantas coisas aconteceram. Estava tão cansada à noite que apaguei de imediato. Só acordei de madrugada para reclamar do calor. Este inverno está muito meia-boca, infelizmente.

Ele também, coitado, está que não se aguenta de cansaço. Em razão da obra, claro, e  também em face do tanto de trabalho e estudo. Mas ok, se tudo correr bem em breve teremos umas férias.

Ontem e hoje a casa ficou cheia de gente e o serviço rendeu. Até parece brincadeira, mas o pintor está quase indo para a segunda demão de tinta, o armário já foi consertado, a parte elétrica já está quase pronta. O  interfone não para de tocar, tamanho entra e sai aqui em casa. Somos quase um extreme makeover.

Graças ao nosso velho e bom deus parece que logo depois do almoço de amanhã já nos veremos livre da bagunça. E  dá-lhe faxina na casa, marrom de tanto pó.

E agora um certo mistério: as fotos serão postadas quando tudo estiver prontinho. Com direito a antes e depois.

1 comment

Reformando a varanda – parte 7

Hoje os pedreiros chegaram cedo.  Às 7:00 hs já estavam à porta. Um pouco antes disso eu tirei estas fotos abaixo, que mostram que estamos quase lá.

Enfim, neste momento, já de tarde, algumas calhas e rufos já foram instalados e a parte da jardineira que estava descoberta pela manhã está recebendo telha. A coisa está andando, embora imagine que não ficará tudo pronto até o meio dia da próxima sexta-feira. Porque  ainda tem um bocado de coisa a ser feita.

Eles precisam  trabalhar nas pastilhas da ducha,  instalar os ladrilhos hidráulicos (comprados semana passada), consertar o serviço porco de antigos pedreiros nas paredes da pia.. Vixe, eles ainda tem que reparar um outro serviço mal feito por outros pedreiros quando nos mudamos, agora na tubulação da pia.  E, bem, há ainda alguns rodapés, a lixagem e o verniz em todo o madeirame, sem falar na parte elétrica, no gesso e na pintura.

Listei todos os afazeres e tive a certeza mais que absoluta que não dá pra finalizar todo o trabalho até sexta, ainda mais até o meio dia. Se eu me surpreender, beleza. Se não, nem devo chatear-me. É o esperado.

Prometo não ficar praguejando aos quatro cantos  “obra é uma desgraça”, “reformar é uma desgraça” ou coisas que o valham.

Fotos de hoje de manhã.

quase lá obra

obra quase pronta

3 comments

Reformando a varanda – parte 6

Bom, mais um bolo dos pedreiros neste sábado. Até hoje já foram três, totalmente injustificados. Na verdade, ontem, quando caiu uma pancada de chuva, eu já saquei que hoje passaríamos raiva. Afinal, o tempo é uma boa desculpa para não trabalhar.

De qualquer forma, nós mesmos concordaríamos com a falta de bom grado se realmente estivesse chovendo. Porque não é de nosso interesse que ninguém trabalhe em más condições, na chuva ou correndo qualquer risco que seja.

Todavia, o dia amanheceu  bonito, claro e apenas um pouco nublado. Quando achávamos que eles já estariam chegando, ligamos para confirmar o horário e eles estavam, bem, uhum.. dormindo.  Isto porque temos um prazo curto até o fim da obra, em razão de compromissos de trabalho. A desculpa, claro, foi a chuva, que não está caindo.

Bem,  depois da primeira reação – de muita raiva – restou-nos a resignação. 🙁

Vista da obra hoje pela manhã.

obra dia 27

obra dia 27 a

1 comment

Reformando a varanda – parte 5

Nossa varanda está começando a tomar forma. Em breve colocaremos todas as plantas novamente no lugar e, se tudo der certo, instalaremos nossas redes. Apesar dos pesares estamos confiantes.

Vista noturna da obra. 🙂

vista noturna da obra 2

vista noturna da obra 3

vista noturna da obra 4

vista noturna da obra 5

2 comments

Reformando a varanda – parte 4

E agora as fotos da bagunça, no 1º, no 2º e no 8º dia de obras, respectivamente. Hoje seria o 11º dia trabalhado, mas como os pedreiros faltaram na quinta (dia 17), na sexta (dia 18) e no sábado (dia 19), estamos no 9º dia.

Mais vigas além das da terceira imagem foram levantadas e eu espero sinceramente que as próximas fotos tenham alguma forma.

1 dia

2 dia reforma

com 8 dias de reforma

No comments

Pérgula no portão

portão com pérgula 1

portão com pérgula 2

portão com pérgula 3

Neste último fim de semana estivemos fora; fomos para o interior de Minas Gerais. Ele esteve trabalhando e eu fiquei passeando, conhecendo a cidade.

Quando vi esta casa, com esta pérgula no portão, pensei logo no Emgeral e na possibilidade de fazer alguém feliz ao ver as fotos. Afinal de contas, eu vivo tendo ideias (algumas boas, outras nem tanto) olhando fotos na net.

Se alguém, portanto, estiver construindo e gostar de pérgulas – como eu gosto – pode fazer como o dono desta casa. Já prepare o portão para receber uma linda bougainville. A dona deste blog também selecionou e postou uma série de lindas pérgulas encontradas na net. Se é o que você está procurando, dê uma olhada.

No comments

Reformando a varanda – parte 3

Como não estou em casa, ou seja, não estou com meus arquivos de fotos, não vou poder postar as novas imagens da nossa obra. Mesmo assim, vamos lá com os acontecimentos, pois é claro que já estamos tendo algum aborrecimento, como não poderia deixar de ser.

Começamos a obra na terça-feira passada, ou seja, dia 09 de junho. Nesta quarta-feira à noite – 17 de junho – fomos avisados que os pedreiros não trabalhariam quinta e sexta desta semana corrente. Primeiro disseram que um dos pedreiros estaria com a mão inchada. Depois que a madeireira entregou material a menos, o que impossibilitaria a continuidade do serviços nesta semana. A gente se sentiu simplesmente enganado, mas não houve o que fazer. Fato que estes dias não trabalhados não tem como serem compensados e nós ficamos a ver navios, já sabedouros que o atraso se avisinha.

Mas o pior não é bem isto. Quando você vê um projeto feito pela decoradora ou arquiteta tudo são mil maravilhas. O desenho sempre é bacaninha e o cliente fica animadão com a obra. Depois, quando a quebradeira começa, os problemas também dão as caras e isto ou aquilo que você queria fazer já não é tão possível assim. Uns três ou quatro detalhes do projeto já foram modificados a olho pelos pedreiros, pelo mestre-de-obras e pela decoradora. E o cliente não pode fazer praticamente nada. Não adianta você insistir que façam assim ou assado: eles dizem que não dá, que não é viável e pronto. Se você não for engenheiro fica obrigado a acreditar nas palavras alheias.

A gente não sabe, de fato, o que irrita mais numa obra. Se é a poeira que a casa recebe diuturnamente, se são as conversas ininteligíveis dos pedreiros, se é o bom humor injustificado da decoradora, se é sentir-se visita em sua própria casa… sei lá. Só sei que o stress toma conta geral e a gente precisa ter muita esperança. E vamos que vamos.

No comments

Reformando a varanda – parte 2

Pois é, no momento estamos acertados com os pedreiros que eles começarão a reforma de nossa varanda no dia 15 de junho, segunda-feira. Amanhã nós os receberemos em casa e faremos um contratinho neste sentido.

A previsão é que em 15 dias corridos tudo se resolva. O mais complicado, no nosso entender, será fazer o telhado, pois, como nossas paredes são de light steel frame, o telhado será, na verdade, um pergolado, ou seja, ele se sustentará sozinho, não terá apoio de nenhuma parede construída.

Tirando isto, haverá alguma manutenção do que já se deteriorou desde quando nos mudamos, como pintura, recolocação de pastilhinhas que se soltaram e tal, o que é normal. Também, até que enfim, fecharemos o armário desta área, o que já vem sendo planejado há muito tempo.

Enfim, agora só falta chegar o dia 15 para começarmos a batalha reforma e, se tudo der certo, teremos em breve um espacinho para as tão sonhadas redes.

Pia – março de 2009. Até então nossa bancada servia basicamente para hospedar minhas suculentas.

armario-em-marco

Nossas mesas de ferro indo embora em abril – trocaremos por algo mais leve. De qualquer maneira, foram muito úteis enquanto nos serviram.

mesas-indo-embora-abril

Armário mal feito em abril, que será reformado agora. O antigo pedreiro não deixou espaço para a pingadeira.

armario-em-maio

Vista geral da varanda em maio de 2009. O sol forte, o vento forte e a chuva impossibilitam um pouco a estadia no local.

armario-e-maio-2

armario-e-maio-3

Desenho do projeto – a ideia ficou muito boa. Agora é esperar pra ver o resultado.

planta-da-reforma

7 comments

Próxima página »