Quanto incomoda a falta de luz?

Hoje é dia 20 de dezembro, ou seja, faltam apenas 4 dias para o Natal. É certo que a grande maioria das pessoas já fez todas ou quase todas as compras para as festas, o que significa que as geladeiras e freezers supostamente estão cheios.

Então, como já esperado, uma forte chuva cai sobre a cidade e a luz se vai em alguns pontos da cidade. Vai e não volta. A chuva caiu por volta das 17 horas da tarde de sábado (dia 19 de dezembro de 2009) e deixou parte da cidade sem luz.

Neste momento, enfim, já são quase 20 horas sem luz na região da Pampulha e não haverá como indenizar quem, neste exato momento, corre em busca de gelo para resguardar o estoque de alimentos. A chuva parou na noite de sábado, a manhã do domingo está quente, seca e, no entanto, a luz não voltou.

A Cemig, acionada e questionada sobre os prejuí­zos que estão prestes a ocorrer, informa que o consumidor pode fazer um Boletim de Ocorrência e… estamos conversados. A Aneel só pode atender no próximo dia útil; nem reclamar podemos.

E aí­, Governo de Minas? Você se satisfaz gastando os tubos de dinheiro em propaganda? Você se satisfaz por ter governados passivos? Governados que sequer cogitam cobrar os prejuí­zos, pois sabem que não existe uma Justiça eficiente, célere e que baterá de frente o Executivo? E o assunto, de tão batido, nem é mais de interesse da imprensa mineira.

Calam-se todos e os prejudicados que se virem. A propósito, Minas tem sido destaque no cenário nacional, por razões polí­ticas óbvias. Será que quem está de fora sabe dos imensos problemas estruturais que sofremos? Vamos continuar propagandeando que nosso Governo é uma maravilha?

Pra quem ficou triste com a saí­da do sujeito da corrida presidencial, não se iluda. Por fora bela viola, por dentro pão bolorento.

1 comentário em “Quanto incomoda a falta de luz?”

  1. Ela, meu marido trabalha na cemig, e toda vez que chove forte ele me liga e pergunta se tem luz aqui …rsrsrsrsr(Irônia).
    Tenha um bom domingo, querida.

Deixe um comentário