Em Geral

Identidade, de Marco Simas

Este livro foi presente de uma amiga e colega de trabalho no Natal de 2018. O autor é mineiro, atualmente residente no Rio de Janeiro, cineasta e roteirista. Já publicou outros dois livros, Bárbara não quer perdão e O último trem, dois volumes da trilogia ” Aqui estamos nós”, que termina exatamente com Identidade.

Identidade – o último da trilogia – é um thriller excepcional. Li em duas tardes. É daqueles livros que você esquece o mundo ao redor. Você quer terminar a leitura, mas não quer que o livro acabe. A história é genuinamente brasileira: família de político corrupta, prostituição, disputa pelo poder a qualquer custo, paixão e violência.

O autor narra de maneira muito fluida o encontro de dois jovens marginalizados pelas circunstâncias e unidos pela vontade de viver uma vida normal. Ane foi violentada e prostituída. Joe, um assassino a serviço de um poderoso grupo político-financeiro. Desse encontro nasce um amor impossível, trágico e definitivo. A narrativa é muito bem arquitetada, os personagens são bens construídos; o autor é definitivamente talentoso.

E acho mesmo que o texto de Identidade deveria se tornar filme ou série de TV. Aposto que faria muito sucesso. Enfim, indico demais este livro. Sua leitura me deu muito prazer.

Sair da versão mobile