Cenas de dezembro de 2021

Início do mês: filhote teve dias de febre forte e ficamos muito preocupados. Garganta ruim…
E mal estar. Ele tomou gengibre com leite e descansou por vários dias.
Comemorando 15 anos de casados.
Jantarzinho mexicano.
Nós amamos. Tava bom demais.
Meninos dormindo na avó. Fomos no vegetariano. Só nós 2 numa varanda ao ar livre.
Dia 22 de dezembro; eu e filhota no Mi Garba, depois da pediatra; só nós duas; ao ar livre.
Comidas deliciosas no Natal. Encomendei quase tudo: só fiz farofa, salada e a torta Chilena. 🙂
Ano Novo! Dia 31 com irmã, irmão, mãe e sobrinha! 🙂
Que o rostinho desse boneco represente 2022. 🙂

Esse foi um ano ainda muito difícil, mas muitas vezes melhor que o ano de 2020. Agora começamos a sair, a ver os parentes. Já fomos a festas, já nos relacionamos mais com as pessoas, já frequentamos lojas e, às vezes, alguma lanchonete ou bar a céu aberto. A partir de agosto as aulas voltaram ao normal e os meninos retomaram a vida – de alguma maneira – como ela deve ser.

Algumas sequelas ainda ficaram. Eles e nós ainda estamos no stress. Eu comecei o ano com 65,200 quilos de peso (no dia 05 de janeiro) e terminei com 58,900, depois de dias comendo muito bem. Então já sei que não foi fácil. A falta de apetite mostra todo o stress e desânimo. Mas isso também está passando e vai melhorar bastante em 2022. Lembrando que os meninos ainda não tomaram a vacina (o que tem nos deixado em pânico), mas está perto, tomara! É só o que quero agora! Maldito governo que dificulta tudo; eles já poderiam ter tomado a primeira dose.

Nos dias que filhote teve febre fiquei morta de medo dele estar com covid e ter alguma complicação (não nos foi orientado fazer o teste em razão de tempo de febre etc): pensava o tempo todo no fato dele estar sem a proteção da vacina. Ele está muito cansado de tudo e tem largado mão de se proteger. Não o culpo. É só uma criança/pré-adolescente e está vendo a população relaxar nos cuidados e fazer tudo por aí.. então ele se descuida, eu percebo. Eu sou a mãe chata, né.. Ainda bem que deu tudo certo. Temos tido surtos de gripe forte nestes dois últimos meses também.

No dia 22 de dezembro o filhote, já totalmente recuperado, foi com o pai passear no clube (e tomar açaí) e nós duas fomos na pediatra ver o ouvido que estava doendo. Aproveitamos e demos um pulo no Mi Garba. Aos poucos vamos fazendo um agradinho aqui e acolá nas sorveterias e lanchonetes abertas.

No Natal minha mãe e dois irmãos vieram e foi bem legal. Não reunimos a galera toda ainda, infelizmente, mas foi bem bom. No dia 31 reunimos 10 pessoas – contando conosco e também foi divertido.

Enfim, termino o ano fazendo musculação e pilates e lendo bem menos do que eu gostaria. Essa é a minha maior lamentação. Eu realmente preciso de paz para ler. A cabeça voa muito quando estou preocupada e não consigo me dedicar à história. Tentarei melhorar ano que vem. Mas vamos e venhamos, a internet nos dispersa.. ô trem bom e disgracento ao mesmo tempo. Amo e odeio.

Em 2021 fizemos 15 anos de casados e, pelo menos pra mim, de bons anos juntos. Quero morrer velhinha ao lado do maridão. Adoro a companhia dele. Boa escolha que fiz. Quero muito que meus filhos encontrem bons companheiros ao longo da vida. O meu não é só bom marido não. Ele é a melhor pessoa que já conheci. Orgulho de estar ao seu lado e dele ter me escolhido também. 🙂

Deixe um comentário