Em Geral

Um blog sobre todas as coisas Em Geral

Mais cenas da nossa vida…

Biscoitos para o papai, desenho para a mamãe, brincadeiras numa manhã comum, neblina e friozinho em novembro, cozinha divertida e mais brincadeiras numa manhã comum. 🙂

1 comentário

Dia lindo em BH

Dia lindo em Belo Horizonte.

Praça Mendes Júnior, ao lado da Praça da Liberdade.

Rumo à Biblioteca Pública, para evento infantil. 🙂

Nenhum comentário

Festival de arte e cultura da reforma agraria

   

Fomos ontem na quarta etapa do Circuito Mineiro de Arte e Cultura da Reforma Agrária, na Serraria Souza Pinto. O Festival trouxe apresentações musicais, sarau de poesia, mostra fotográfica e de artes plásticas das escolas do campo, além da Feira da Reforma Agrária, onde compramos os itens acima. A previsão era de comercializarem cerca de 80 toneladas de alimentos dos  mais de 150 produtos diferentes, industrializados e in natura, produzidos em assentamentos e acampamentos de forma ecológica e orgânica.

Ja provamos e aprovamos o jilozinho em conserva e o leite achocolatado Terrinha. Os meninos agradeceram! 😀

 

 

1 comentário

Creme de kefir é meu novo cream cheese – Bolo

Este bolo é realmente delicioso. A receita original recomenda o uso do cream cheese, mas eu utilizei na massa o creme de kefir que faço em casa e o resultado é maravilhoso. Tem o gostinho do creme azedinho ao fundo, sem contar a fofura; não deixe de fazer.

Para esta receita, feita em forma de bolo inglês, você vai precisar dos seguintes ingredientes:

  • 2 ovos
  • 150g de creme de kefir
  • 75g de manteiga
  • 150g de açúcar
  • 130g de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa cheia de fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sopa de essência de baunilha
Faça da seguinte maneira:
Coloque a manteiga com o creme de kefir e bata (use batedeira de preferência) até formar uma mistura homogênea. Junte o açúcar e bata mais um pouco até que todo o açúcar esteja bem incorporado à massa. Em seguida adicione os ovos, um a um, batendo bem a cada adição. Junte a baunilha. Agora, com a batedeira na velocidade mais baixa, adicione a farinha, o fermento e o sal peneirados e bata mais um pouco até que estes ingredientes secos estejam incorporados; não precisa bater demais neste momento.
Asse em forma de bolo inglês untada e esfarinhada e leve para assar no forno pré aquecido a 160°c,  por cerca de 40/45 minutos ou faça o teste do palito  (se o palito sair limpo, o bolo já está assado). Retire do forno e só desenforme depois de frio. Servimos com uma geleia de mirtilo integral, sem adição de açúcar.
Se desejar fazer um recheio neste bolo, indico doce de leite ou goiabada. Ficará maravilhoso. Ah, depois de pronto, polvilhe açúcar de confeiteiro para deixá-lo  bem charmoso.  🙂
Receita do creme de kefir.
receita original do bolo de cream cheese veio daqui ó; vejam que fotos maravilhosas!
1 comentário

Lanches da semana – 11

Nossa última semana do mês de setembro foi assim:

Na segunda-feira os meninos levaram suco de maça integral, manga picadinha e queijo parmesão picado. Na terça-feira leite integral e bolo de banana e maça, com aveia e castanhas. Na quarta-feira foi água de coco com suco de jabuticada (sem açúcar adicionado), manga picadinha e queijo parmesão picado. Na quinta-feira levaram suco de maça integral, biscoitinho salpet miniatura e uvas sem sementes. E, por fim, na sexta-feira, ambos levaram leite integral e rosquinhas de canela. Para ele também mandei, a pedidos, biscoito cream cracker. E, para ela, ameixas secas e um figo seco.

Bom lembrar que eles almoçam por volta de 12:00 hs e este lanchinho é feito às 14:00hs. Como eles comem muito bem no almoço, nem sempre estão com muita fome na hora de lanchar. O jantar, ainda na escola, chega às 17:00hs e em casa, por volta das 18:40 hs fazemos mais uma boquinha. A última do dia, pois dormem ainda às 20:00/20:30hs.

Nenhum comentário

Molho pesto de manjericão

Se tem uma coisa fácil de se fazer e deliciosa ao extremo é o tal do molho pesto. Estou fazendo para o próximo sábado para comermos com um delicioso penne e mais parmesão ralado na hora.

O “molho pesto raiz” não é feito no liquidificador, mas aqui em casa a coisa é bruta. Então bato todos os ingredientes e… prontinho. Desta vez deixei bem pedaçudo. Ficou delicia.

Se você não sabe como fazer, siga as instruções:

Bata no liquidificador (as quantidades vão no olho mesmo):

  • Folhas de manjericão (estas foram presente da horta da irmã)
  • Nozes (pode ser castanha do pará, pinholi, pinhões..)
  • Queijo parmesão (use um bom, ok?)
  • Dente de alho (usei 1 só)
  • Azeite
  • Pimenta preta, se quiser (não usei)

Triture tudo e acerte o sal, pois o queijo parmesão já tem um bocado.

Aprecie no macarrão, em carnes, em pães, em saladas… molho pesto é o que há. Nós todos amamos por aqui.

 

Nenhum comentário

Creme de kefir

Temos usado o iogurte de kefir aqui em casa há mais de 2 meses. Eu e Ele temos nossas canecas de iogurte diário e, vez ou outra, a pedidos, o fornecemos aos meninos. Prefiro fazer assim: deixo que eles nos vejam comendo as coisas boas/saudáveis e eles se interessam naturalmente. Não gosto de ficar forçando nada. Com isso eles tem aprendido a comer de tudo. Uma gracinha.

Pois então… de vez em quando enjoamos de tomar o iogurte e, então, preparamos o creme de iogurte, que se parece com uma coalhada seca. Se depois é adoçado fica tipo um iogurte grego. Você pode colocar mel, açúcares, geleias ou apenas frutas picadas mesmo. É um creme mais azedo e bem grosso. Então tem quem nele adicione um pouco de creme de leite. Fica bem bom.

Já usamos o creme como coalhada seca para fazer sanduíche árabe. Totalmente aprovado também.

Pois bem: o creme de kefir é simplesmente o iogurte ou coalhada de kefir coado. Pegue o iogurte e o deixe sendo coado de um dia para o outro dentro da geladeira. Em 24 horas você terá dois produtos: o creme e o soro, que não deve ser desprezado. Este soro tem alto valor nutritivo, não jogue fora. Utilize para fazer vitaminas, panquecas, waffles, biscoitos, bolos e até regar suas plantas.

A propósito, já fiz um bolo com este creme que ficou muito gostoso. Você não terá propriedades probióticas, pois kefir não deve ser aquecido, mas o bolo vale a pena, pode apostar.

 

1 comentário

Creme de pimentão dos Vigilantes do Peso

Fiz este molho/creme de pimentão vermelho e adorei. Adoramos todos aqui em casa, na verdade. E indico. Passamos no Rap10 tostadinho na frigideira. Mas ficará ainda mais delicioso se você fizer ou comprar o pão indiano chapati. Uia, que delícia.

Se você clicar na foto da receita vai conseguir vê-la, mas vou reescrevê-la abaixo para facilitar!

Ingredientes:

  • 4 pimentões vermelhos
  • 1 cebola roxa picada
  • 1 dente de algo fatiado
  • 1 cc. de tomilho fresco
  • suco de 1/2 limão siciliano
  • 2 cc de vinagre balsâmico
  • pimenta caiena  a gosto (usei comum mesmo)

Como fazer:

Usando uma pinça de cozinha ou garfo, coloque os pimentões na boca da trempe do fogão (em contato com o fogo mesmo), deixando o pimentão ficar cozido e a casca bem pretinha. Reserve até que fique frio. Depois retire toda  a pele preta, retire as sementes e pique. Numa frigideira, dê uma borrifada de óleo, refogue a cebola, o alho e o tomilho. Refogue por alguns minutos e desligue o fogo quando a cebola já estiver transparente e o alho cozido. Deixe esfriar.

Coloque tudo já frio no liquidificador e bata, juntando também o suco do limão, o vinagre balsâmico e a pimenta que preferir. Sirva com tortillas assadas temperadas com páprica ou, como eu já disse, Rap10 tostado ou pão chapati. Imagino que fique gostoso também com legumes e alguns pães. Bora tentar!

Nenhum comentário

Morango batido com cará

Esta é uma excelente opção de sobremesa/lanchinho, não só para crianças como para os adultos. É só cozinhar o cará sem nenhum tempero, bater com morango e adoçar conforme sua preferência.

Se a criança for menor de 2 anos o ideal é não usar açúcar nenhum. Faça com uma fruta bem docinha, tipo banana ou manga. Pode-se usar damascos secos também, por exemplo, hidratados.

O ideal é colocar mais fruta do que a raiz. Tenho certeza que todos vão gostar.

Nenhum comentário

República de Curitiba, porquê Lula?

Este livro do professor Yaroshewsky é mais uma das publicações contra o golpe que sofremos em 2016. Ele demonstra o porquê de a elite brasileira querer a bancarrota de Lula e demonstra como a por ora conhecida República de Curitiba vem deturpando o Código Processual Penal Brasileiro para perseguir o ex-presidente.

Fomos ao lançamento, momento em que tive a oportunidade de dar os meus parabéns ao autor Leonardo Isaac Yarochewsky, professor de Direito Penal que luta por meio de seus textos e publicações (“Tchau, querida democracia” é mais um deles) contra o Estado de Exceção que estamos vivendo.

Vale a leitura.

 

Nenhum comentário

Pão de queijo 3 ingredientes

Acho que errei um pouco neste pão de queijo 3 ingredientes. Achei a massa mole, coloquei mais polvilho e ele ficou meio duro quando esfriou. Repetirei a receita sem inventar moda; é uma receita fácil e dá pra colocar as crianças pra participarem. Elas adoram. 🙂

Enfim, a receita é super simples.

Só misturar:

  • 1 lata de creme de leite
  • a mesma medida de polvilho e
  • a mesma de queijo minas curado (pode usar o parmesão).

Assar em forno médio e pré-aquecido até dourar.

Nenhum comentário

Como conversar com um fascista, Marcia Tiburi

Semana passada finalizei o livro da Marcia Tiburi, Como conversar com um fascista.

Minha leitura foi meio atrasada, mas ainda me beneficiei bastante. Nunca é tarde para reflexão e aprendizado, não é mesmo?

O livro é uma coleção de textos sobre o diálogo nesses tempos de nervos à flor da pele e agressivos embates políticos.  A autora se propõe a pensar com os leitores questões do dia a dia, demonstrando como é antidemocrático o discurso fascista, prepotente e ignorante. Com uma linguagem de fácil acesso, analisa o senso comum brasileiro, da colônia ao Brasil contemporâneo.

Acho uma leitura bastante válida. Confesso que, no meu caso particular, já fui menos ouvinte, já fui bem pior em um diálogo. Com as mudanças drásticas pelas qual passamos de 2014 para cá, senti muita raiva do outro, daquele que – no meu sentir – vivia em um vazio de pensamento e contribuiu para a derrocada de uma democracia ainda criança. Principalmente nos momentos mais raivosos talvez eu mesma tenha tido meus momentos de fascismo.

Todas as mudanças, enfim,  sociais e políticas pelas quais o país passou me modificaram também e tenho tentado ser melhor em ouvir outros posicionamentos, outros questionamentos. Pelo menos sem atacar o outro já de supetão. É certo que com algumas pessoas hoje evito certos assuntos, mas pessoalmente acho que melhorei no papel de interlocutora e isso importa.

Indico, portanto, a leitura do livro. Esteja aberto e ouça o que Marcia Tiburi tem a dizer. 🙂

 

Nenhum comentário

Braga Pão de Queijo

Fomos ontem num café chamado Braga Pão de Queijo.

Olha, um dos melhores espressos que já tomei.  Foi pena que havíamos acabado de almoçar; então não experimentamos as guloseimas famosas da casa, que são a pizza de pão de queijo  e a coxinha de pão de queijo. Mas ir lá para tomar o espresso já é muito válido.

Há duas casas que eu conheço aqui em BH. Uma na Esplanada do Mineirão e a outra na rua Pernambuco, ali no quarteirão do Mc Donald´s. Indico, pode ir. 🙂

Nenhum comentário

Bolos de mandioca e coco (pontuados)

Versão 1 

Acabei de fazer este bolo de mandioca e coco, inspirada pela amiga virtual Carla Silva. Muito fácil e rápido. Basta que você junte os ingredientes abaixo, na ordem colocada, e asse em forno médio até dourar.

  • 300g de mandioca cozida e amassada com o garfo (10pp)
  • 5 ovos (10 pp)
  • adoçante forno e fogão (opp)
  • 5 CS de açúcar (eu tinha pouco adoçante, usei para complementar) (5pp)
  • 70 g de coco ralado (8pp)
  • 75 g leite de coco (5pp)
  • pitada de sal
  • 1 CS de fermento
  • manteiga para untar (2pp)

Então: junte todos os ingredientes – menos o fermento – e mexa bem. Quando estiverem bem incorporados junte o fermento, sem bater. Coloque em forma untada com manteiga e asse até dourar. Aqui serão 40 pontos ao todo. Dividi em 12 e deu 3 pontos por pedaço. Algumas coisas podem ser feitas para ficar (ainda) menos pontuado:

  • usar forma de silicone e não untar com a manteiga;
  • usar apenas adoçante e nenhum açúcar;
  • diminuir no leite de coco (sugiro não retirar o coco ralado, ele fica muito gostoso no frigir dos ovos)

Vá testando e veja o que fica melhor pra você!!

Versão 2, versão original da Carla 🙂

Já fiz e aprovei também. Aqui, da mesma forma, apenas asse por uns 20 min no forno médio ou no micro os seguintes ingredientes bem misturados (colocando o fermento por último, como indicado na versão 1):

-200g de mandioca cozida e amassado (6pp)
-3 ovos (6pp)
-Adoçante a gosto (usei 2CS de adoçante forno e fogão, como ela recomendou) 
-1/2 cs de fermento em pó  e
-2cs de coco ralado (opcional do express) (2pp)

A receita da Carla é um pouco menor do que minha adaptação. E só 14 pontos no total, o que é muito bom!

Ambas com café ou leite são supimpa! Testem!!

CS = colheres de sopa
pp = propontos (do programa Vigilantes do Peso)

Nenhum comentário

Costela ao molho barbecue

Quer fazer uma boa costelinha de porco ao molho barbecue? É fácil!

Faça uma boa marinada com cebola, alho, pimenta (use todos os temperos que gostar) e deixe a carne pegar gosto (na geladeira, por umas 12 horas).

Depois adicione bastante molho barbecue – usei do pronto mesmo – e leve ao forno, envolvida no papel alumínio.

O resultado fica muito bom. Recomendo!

Nenhum comentário

Próxima »