Em Geral

Um blog sobre todas as coisas Em Geral

53 opções de almoço/jantar com espaço kids em BH

Estabelecimentos com espaços kids em Belo Horizonte!

crianças brincando

espaço kids Rancho Boi

espaços livres

Então, se tem uma coisa difícil é o casal sair para almoçar, lanchar ou jantar levando consigo seu (s) filho (s) podendo fazer uma refeição demorada, com calma, relaxando um pouco. Ajudam muito os bares, restaurantes e lanchonetes que reservam em sua casa o tal do “espaço kids”.

Vale dizer que nossos meninos nunca precisaram de tablets ou celulares para serem entretidos enquanto esperamos a comida, mas é claro que, ainda que aguardem com calma o rango chegar, ficam ansiosos para sair da mesa ao fim da refeição. E nós, pais, merecemos e queremos ficar um pouco mais conversando no restaurante. Para te ajudar e para nos ajudar a lembrar dos bons lugares, fiz (com a ajuda de amigas reais e virtuais) esta lista. Vamos a ela.

Primeiramente a lista com os estabelecimentos que já conhecemos; se você precisar saber de algo mais a respeito de algum deles fique a vontade para perguntar. Tentaremos responder o mais breve possível. Também aconselhamos verificar antes de ir, via telefone ou pelo site, sobre o horário de funcionamento, a disponibilidade dos espaços kids…  Apesar de a lista estar sendo sempre atualizada, já quebramos a cara! Também é legal ver o que outras pessoas falaram sobre os estabelecimentos por aí. Na medida do possível faremos posts específicos sobre cada casa que já frequentamos.

Vamos à lista!

  1. Rancho do Boi, em Nova Lima (a la carte);
  2. Xico da Carne, na Cidade Nova (a la carte);
  3. Chalé da Mata, Av.Eng. Carlos Goulart, 1123, Buritis (quilo);
  4. Vitelos, no Cidade Jardim (a la carte, $$$);
  5. Recanto, Bairro Jardim da Torre, parte de cima do Belvedere (a la carte);
  6. Vila da Pizza, no Santa Lúcia (para crianças até uns 6 anos);
  7. Etna, na Raja, só fins de semana (para tomar um café na loja :))
  8. Shopping Falls, recreação paga;
  9. Shopping Anchieta – praça de alimentação – recreação paga;
  10. Café Paddock, na Pampulha (a la carte);
  11. Boi Vindo, no Sagrada Família, av. Petrolina, 875 (quilo);
  12. República da Esbórnia, no Buritis (ótimo, a la carte);
  13. Solar do Engenho, indo p/ 7 Lagoas – Km 479 da BR-040 (por pessoa);
  14. Caminho de Minas, saída para Rio, atrás do Faz de Conta (quilo);
  15. Jardim de Minas, no Aeroporto (quilo);
  16. Pizzaria Fazendinha, Rua Izabel Bueno, 1082, Sta Rosa (a la carte);
  17. Parrillero, na Av. Portugal, 180 – Pampulha (quilo e la carte);
  18. Tio Carmelo, na Conselheiro Lafaiete, Sagrada Família;
  19. Farroupilha da Av. Portugal (o espaço é pequeno, mas atende bem);
  20. Casa Leopoldina, Leopoldina, 357/Sto Antônio (quitutes e café da manhã);
  21. Xapuri, na Pampulha (a la carte $$$);
  22. Rancho Fundo, no Buritis (quilo ou por pessoa);

Não fomos ainda nestes abaixo (mas temos planos de ir):

  1. Paladino, no Braúnas;
  2. Choperia Pinguim, no Sion, nos fins de semana;
  3. Faz de Conta, no Jardim Canadá;
  4. Albanos Sion; Rua Pium-í, 611 (Espaço Kids Digital);
  5. Boi Werneck, no Buritis;
  6. Lobos Grill, na Silva Lobo;
  7. Pizzarone, no Padre Eustáquio, rua Progresso, 951.
  8. Sitio Bar, em Macacos, Espaço kids com monitoria;
  9. Nino Pizzaria e Restaurante, no Padre Eustáquio;
  10. Pizzaria e Restaurante Paulista, no Betânia;
  11. 68 pizzaria, somente aos domingos;
  12. Villa Floriano, somente aos domingos;
  13. Raja Grill, na Raja Gabáglia;
  14. Porcão, na Raja Gabáglia (espaço pequeno pelas fotos, confira);
  15. Pizzaria Scuola, o da Silviano Brandão (difícil de estacionar)
  16. Applesbee’s (Bh Shopping);
  17. Baiuca Picanha e Cia, na Rua Piauí, 1884;
  18. Tudo na Brasa, no Alípio de Melo;
  19. Choperia Almanaque, na Pium-í,675 – Anchieta
  20. Amarelim, na Prudente de Moraes;
  21. Café Asa de Papel, Piauí, 631 (sem área kids, crianças bem vindas!);
  22. Pizzaria Mangabeiras do Bairro Castelo (área kids espaçosa);
  23. Filé Espeto & Cia, Bairro Ouro Preto – Av. Fleming (a la carte);
  24. Bravíssimo Pizzaria, Alípio de Melo;
  25. Nutreal Restaurante, Miguelão – Nova Lima (a la carte);
  26. Feijoaria, Desemb. Fernando Bhering, 244 – Dona Clara
  27. Monjardim Costelaria e Botequim, Curitiba 2076, Lourdes (à la carte);
  28. Siri Peixes, Av. Fleming 241, Ouro Preto (à la carte);
  29. Petisqueira do Jacaré, Francisco Negrão de Lima 61, Céu Azul;
  30. Via Geraes, Av. Contagem, Sta. Inês
  31. Canto do Mato, Alameda Campo Alegre 20, Contagem;

E você, sabe de algum lugar bacana aonde levar as crianças para almoçar, lanchar ou mesmo tomar um café com calma? Conte pra gente que teremos o prazer de ir conhecer e de listar aqui no blog para que mais famílias possam se beneficiar.*um adendo para ressaltar que as casas mencionadas tem preços bem diferentes entre si. É bom dar uma conferida na net ou podemos ajudar em relação aos que já conhecemos. Alguns deles cobram os vitelos, digo, olhos da cara!

** outro ponto é que é muito interessante que a lista contenha dicas de estabelecimentos situados em todas as regiões de Belo Horizonte. Normalmente só encontramos dicas de lugares na zona sul ou na região da Pampulha. Por isso a importância de sua dica quando passar por aqui! Deixe seu comentário aqui no blog! Podemos ajudar muitas famílias.

2 comentários

Passeio a Furnas

Há exatos 7 dias estávamos na estrada, a caminho de Capitólio, onde ficam a Lagoa de Furnas e a hidrelétrica de mesmo nome, idealizadas na década de 50, a partir de estudos da CEMIG, que atestaram o potencial hidrelétrico do Rio Grande. A construção da usina foi bastante tumultuada: encontrou opositores que discordavam do impacto ambiental e da desapropriação de grande parte da população da região (mais de 35 mil pessoas foram retiradas de suas casas, muitas pelas Forças Armadas).

Não obstante os opositores, dentre eles o governador de Minas Gerais, Bias Fortes, a obra (primeira grande obra da Mendes Júnior (nada é por acaso nesta vida, não é mesmo?))  tinha força total do governo federal de JK e foi finalmente inaugurada no governo de Castelo Branco. Enfim, a região foi totalmente modificada pela transposição das águas do Rio Grande, que formaram um reservatório que é, propriamente, o lago de Furnas. Hoje 34 municípios são banhados pelo lago e muitos deles se valem do turismo para superar as perdas com áreas férteis então desapropriadas.

Pois bem.

Saímos de BH às 6 da manhã e chegamos em Furnas às 11. A viagem demorou mais de 4 horas; fizemos uma parada para um café e depois gastamos mais uma meia hora até o centro de Itaúna para pegar dinheiro para os benditos pedágios. Só sei que nossos meninos, ao chegarem ao local, colocaram seus maiôs e calções e.. piscina praticamente o dia todo. Mal faziam uma pausa para um churrasquinho e já voltavam para a água. Já à tardinha foram com a prima e o tio nadar na represa. Nadaram, andaram de caiaque, se divertiram como nunca. Pensei que às 19/20 horas estariam podres de cansaço, pedindo penico.  😉

Minha menina até aventou ir dormir cedo, mas a presença de outras crianças a atiçou. Quando vi já estavam todos brincando novamente, agora de pique esconde, o que durou até 23:00hs! Mas foi tanta brincadeira, tanta alegria, que delícia vê-los assim. A noite foi muito tranquila. Todos, o papai principalmente, dormiram pesado. O cansaço estava forte, mas não nos impediu de acordar cedo no domingo…

No domingo pela manhã fomos fazer o passeio de lancha pelos canions do lago. Fui com os meninos e Ele ficou descansando. Mas que lugar maravilhoso! As fotos não captam, de jeito nenhum, a beleza e a grandeza do lugar. Aconselho fortemente que você procure vídeos da região no Youtube. As imagens captadas do alto mostram melhor que espetáculo a região ficou. Enquanto navegávamos por ali, pensei no quanto de coisa fora coberta pela água. Casas, lojas, coisas, cemitério, áreas e mais áreas férteis, flora, fauna, sonhos… Felizmente, a vida se renova.

Voltamos pro sítio, os meninos voltaram pra piscina e depois almoçamos.  Já já chegaria a hora de dar adeus. O passeio foi curto, mas os dois pequenos se ligaram muito aos amigos que fizeram e ao lugar delicioso. Choraram, brigaram, se recusaram a voltar. Fiquei com pena; se pudesse ficaria com eles por mais uns dias lá. Lembrei-me das épocas em que passava férias e feriados na fazenda. A hora de ir era hora de dor, literalmente. A gente muda, né, e a casa da gente acaba virando o lugar perfeito para voltar. Mas eu também já fui assim, de não querer voltar. De doer o coração quando tinha que partir. Os dois relutaram, relutaram e por fim entenderam. Conversamos, cantamos, dormiram… um retorno sem pausas, sem paradas e, ainda assim, foram 4 horas de Furnas até Belo Horizonte. Ouvimos um podcast inteiro sobre a maldita reforma previdenciária do ForaTemer!!

Chegando a BH lanchamos na Vila Árabe e depois fomos descansar.  Um fim de semana bem intenso, principalmente para o já cansado papai, mas que valeu e que vai ficar na memória.

Nenhum comentário

Dente definitivo aos 5 anos e 10 meses

E não é que ontem pela manhã, enquanto fazíamos o ParaCasa, minha pequena me reclamou de que algo a incomodava na língua? Fui olhar e levei o maior susto. Minha pitica, este fiapito de pessoa, nem 6 anos ainda, já com um dentinho definitivo saindo. Fiz festinha com ela, mas fiquei preocupada. Logo liguei para nossa dentista e agendei consulta para a parte da tarde. De ontem mesmo. Digo que fiquei preocupada não pela idade dela, mas pelo dentinho surgindo por detrás dos de leite. Eu realmente não tinha vivenciado isso. 😉

Lá fomos nós, então, a família toda, ver o que a médica falava.

Ufa, ainda bem, não é nenhum bicho de 7 cabeças. A hora é adequada e o único porém é que só um dente da frente está um pouco mole (um pouquinho só, na verdade). Então ela nos recomendou que façamos uma massagem nos dois dentes da frente (inferiores) para que eles caiam naturalmente. E só. Se (e somente se) os dois dentinhos inferiores não caírem até o final deste mês deveremos levá-la ao consultório para que sejam extraídos. Claro que esta possibilidade é bem chata, tadinha. Então vamos fazer o possível para amolecer estes dois a tempo.

O nosso garoto ainda não tem nenhum dente amolecendo (apenas dentes abalados devido aos tombos e tombos..rs). Vamos ver quando acontecerá. No mais, aproveitamos a viagem e ambos fizeram uma boa limpeza.

O início do nascimento dos dentes definitivos marca, sem dúvidas, mais uma etapa. Eles estão crescendo, estão crescendo… Esta frase não me sai da cabeça.

Nenhum comentário

Mais um bolo de banana delicioso!

Sempre mando bolo de banana caseiro para o lanche dos meninos. E o bolo faz um sucesso danado! Esta semana a professora do ano passado veio me pedir a receita. Como eu sempre faço de olho, mesmo tendo várias anotadas, fiquei meio sem saber qual passar. Daí fiz hoje um tabuleirão e anotei o que fiz  tintim por tintim. E para não perdê-la – pois ficou muito boa – vou postar aqui. 🙂

BOLO DE BANANA

Ingredientes

  • 10 bananas caturras médias
  • 1 colher de sopa de manteiga mole
  • 4 ovos
  • 1 xícara de uvas passas
  • ¾ de xícara de castanhas do pará picadas
  • 2 xícaras de aveia grossa
  • 1 xicara de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa (rasa) de canela
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de chá de fermento

Modo de fazer

Pique as bananas em rodelas e adicione o restante dos ingredientes, menos o fermento. Mexa até que se forme uma massa, sem se preocupar em amassar toda a banana. Não tem problema (é ate bom) que fiquem os pedacinhos de banana sem amassar. Depois junte o fermento, coloque na forma untada com manteiga e polvilhe canela por cima. Asse por uns 30 minutos em forno pré-aquecido e de temperatura média.

Agora é só impressionar as visitas! 🙂

Nenhum comentário

Ronaldo Simões Coelho

Esta é uma história legal, algo que nos aconteceu há mais ou menos um (ou dois) ano (s).

Havíamos acabado de deixar um parente em casa, no bairro Sion (BH) e depois passamos na drogaria Araújo da av. Uruguai. Era um fim de tarde de domingo e algo grande estava acontecendo na cidade. Talvez fosse um jogo no Mineirão ou Independência. Talvez um show no Mineirinho. Copa do Mundo, será? Não me recordo mais. Só sei que era quase noite e a cidade estava em polvorosa por alguma razão. Por isso, poucos taxis livres no momento.

Meu marido entrou na drogaria e eu fiquei no carro com os meninos. Lá dentro ele percebe um senhor idoso tentando sem sucesso encontrar condução. Consternado, oferece uma carona.

O senhor aceitou de bom grado e veio até o carro, nos cumprimentou e ficou com uma carinha bem satisfeita ao ver as duas crianças conosco. Nos fez várias perguntas e logo logo se apresentou. “Meu nome é Ronaldo Simões Coelho“, sou escritor de livros infantis, psiquiatra com consultório na Savassi, estou voltando da casa de uma filha e não consegui taxi”. A simpatia dele logo nos contagiou e batemos papo até chegar à sua casa,  um prédio bacana onde, por coincidência, havíamos olhado um apartamento para comprar alguns meses antes.

Na despedida o senhor Ronaldo pediu nosso endereço e telefone.

Pois bem, qual não foi nossa surpresa na manhã do dia seguinte! Bate a campainha e quem está na porta, com um envelope grande para nos entregar?

Ele mesmo, com a mesma carinha boa de satisfação, o doutor Ronaldo Simões Coelho. Veio até em casa, em sinal de agradecimento, nos presentear com duas de suas obras. Estava indo para o consultório, como faz todas as manhãs,  e fez questão de dar uma parada aqui em casa.

Uma história tão simples deixa de ser tão simples quando moramos em uma cidade como Belo Horizonte. Enorme, tímida, arisca. Onde pessoas mal se cumprimentam – pelo menos na região mais central – e pouco se ajudam. Onde caronas para estranhos são quase proibidas. Onde agradecimentos tão gentis são raros. Deixa de ser tão simples quando um dos protagonistas é um senhor de 83/84 anos (hoje com 85) que vai trabalhar em seu consultório rotineiramente, andando a pé por aí, distraindo-se e distraindo os demais com sua simpatia.

Enfim. Os livros foram muito apreciados. E são apreciados até hoje. Sempre que os pego para ler os meninos relembram a história “do senhor gentil que veio nos trazer os livros”. Um senhor muito gentil sim e também muito interessante. Médico, mais de 50 obras infantis e uma vitalidade de cair o queixo.

Não tenho notícias do senhor Ronaldo Simões Coelho, mas sempre nos lembramos dele. Que seu consultório esteja aberto e ele esteja na labuta, escrevendo e clinicando, como pareceu gostar tanto de fazer.

 

Nenhum comentário

Ideias de receitas para o programa Express/VP

Não sei como funciona com as outras pessoas, mas quando estou fazendo o programa Express, do Vigilantes do Peso, eu viro a tarada das receitas. Pode ser simples, pode ser singela, mas eu tenho que bolar coisas diferentes para agradar ao paladar. Ter restrição alimentar é meio chato (o Express apresenta algumas restrições, diferentemente do programa regular de emagrecimento dos Vigilantes do Peso) e aí eu vou dando trato à bola pra criar comidinhas diversas.

Vou começar a listar as ideias que tive (ou que me deram, mesmo sem conhecer o Express, e eu adaptei) pra ajudar a galera amiga e também a mim mesma, que fico gulosa gulosa por não precisar contar os propontos. Brincadeiras a parte, porque não dá para abusar nas quantidades, cito as ideias sem fornecer a receita. Se algum leitor não souber/não conseguir realizar o prato, comenta aí que eu ajudo.

  • Carne moída magra com tomates e polenta
  • Carne de boi picada com cogumelos e grão de bico
  • Macarrão integral com abobrinha, tomates, cebolas, cogumelos, tofu, manjericão (escolha os ingredientes que mais combinam por vez)
  • Ovos picados com batatas picadas temperadas com iogurte desnatado
  • Refogado de lentilhas ou ervilhas com legumes
  • Risoto de arroz integral com batatas (para dar cremosidade) e frango desfiado
  • Legumes assados com alecrim e laranja
  • Carnes assadas com mini cebolinhas com casca
  • Carne magra assada em 1 vidro de shoyu e gengibre
  • Pimentões assados com vinagre balsâmico
  • Doce de abóbora com adoçante
  • Bolo de fubá sem açúcar e sem óleo (esse eu vou postar a receita posteriormente!)
  • Panquecas de ovos, aveia, banana

E por aí vai… a lista vai aumentar!

Nenhum comentário

Alimentos Express – Vigilantes do Peso

Se você faz o programa Express dos Vigilantes do Peso pode gostar desta lista. Ela ajuda a definir as compras do supermercado.

E daí você compra muitas frutas e verduras também. E está pronta a festa. 🙂

Leite e derivados

  • Leite desnatado e semi-desnatado
  • Iogurte desnatado
  • Iogurte líquido 0% gordura
  • Cottage 0% gordura
  • Queijo frescal 0% gordura
  • Coalhada desnatada

Frios

  • Blanquet de peru (4 fatias)
  • Peito de peru light (2 fatias)
  • Kani (3 unidades)
  • Presunto light

Carboidratos

  • Pão de forma light: preto, integral, com grãos (1 fatia)
  • Torrada light
  • Pão sírio light
  • Mandioca
  • Mandioquinha
  • Arroz integral e selvagem
  • Aveia
  • Batata/batata doce/baroa
  • Cará/inhame
  • Flocos de milho sem açúcar e cereal integral sem açúcar
  • Cuscuz sem gordura
  • Macarrão integral

Grãos em geral

  • Milho (tb pipoca light e mini milho em conserva de água)
  • Todos os feijões
  • Grão de bico
  • Grão de soja
  • Quinoa (seco 20g, cozido 1/2x)
  • Lentilha
  • Canjica de milho
  • Cevadinha em grão
  • Ervilha

Farinhas

  • Farelo de trigo
  • Farinha de trigo integral
  • Fubá seco (1/4 x)
  • Trigo para quibe seco (1/2x)
  • Farelo de aveia.

Proteína

  • Ovo (claras pasteurizadas são boa opção)
  • Cogumelos
  • Boi: Alcatra, contrafilé, coxão duro, mole, chã, filé mignon, lagarto, músculo, patinho, picanha sem gordura
  • Porco: lombinho, picanha limpa.
  • Frango: peito.
  • Peixe: bacalhau e atum frescos, badejo, cação, tilápia, atum em água, kani.
  • Peru: coxa assada (1), peito assado.
  • Soja: Hambúrguer 2% de gordura, soja texturizada, leite de soja sem açúcar e tofu.

Outros

  • Gelatina sem açúcar
  • Tomate seco sem óleo
  • Caldos (tempero) 0% gordura
2 comentários

Carnaval de 2017

O Carnaval ForaTemer foi tranquilo pra gente.

Na sexta-feira eu e Ele aproveitamos a aula dos meninos para dar um passeio pelo shopping e comprarmos uma TV nova. No sábado fomos ao Leroy Merlin (mais uma vez comprar itens domésticos) e depois almoçamos em casa mesmo, restinho de sexta. O sábado estava muito chuvoso e friorento, então ficamos quietos em casa. No domingo fomos ao bailinho matinê do clube e na segunda-feira fomos ver o carnaval de rua de BH, que está bombando (quem diria!).

Terça-feira foi dia de brincadeiras no clube (sem piscina), almoço na rua e depois filme em casa, em família. Mais uma vez o tempo chuvoso e frio estava perfeito para isso.  Já na quarta-feira, último dia do carnaval, aproveitamos para ir conhecer o Xapuri. Gostamos muito do lugar e da comida. Pedimos o prato individual “Porco, porco, porco” e 1/2 frango preguento. Tudo delicioso, porém bem salgadinho no preço.

Enfim, foi um bom carnaval.

Nenhum comentário

Bolo de banana sem óleo e sem açúcar – Express!

Este bolo de bananas é delicioso, leve e totalmente integral! É um bolo adaptado para o programa Express dos Vigilantes do Peso e, portanto, não leva óleo e açúcares. Os intolerantes a lactose também podem se deliciar. 🙂

Você vai precisar (para a massa básica) de:

  • 4 bananas bem maduras
  • 2 ovos
  • 1 xícara de aveia
  • 1 CS de canela
  • 1CS de fermento

Para adicionar na massa básica:

  • 2 bananas picadas
  • 1 maça grande picada (com casca)

Bata todos os ingredientes da massa básica no liquidificador. Depois junte à mão as 2 bananas e a maça picadas (junte as frutas de sua preferência!). Salpique canela e asse em forno pré-aquecido por 20 minutos. Como usei uma forma de silicone nem precisei untar.

Saindo do Express, adicione frutas secas e castanhas de sua preferência.

Este bolo é ótimo (principalmente se incrementado com frutas secas e castanhas) para o lanche das crianças. 🙂

Faça, você não vai se arrepender.

 

Nenhum comentário

Prato do dia

Hoje tivemos arroz integral com couve e cheiro verde, abóbora, tomates refogados com bastante manjericão, feijão e carne moída com pimentões vermelhos.

Delícia aprovada pelas crianças.

Nenhum comentário

Bolo de batata doce com cacau

A batata doce pode substituir a farinha branca, sabia? E o bolo fica muito bom.

Postarei duas versões. Uma sem e a outra com bananas (de preferência caturras e bem maduras).

Vamos às receitas:

Bolo de batata doce com cacau sem banana (individual)

  • 1 ovo
  • 1/2 batata doce
  • 1 colher de sopa de cacau sem açúcar
  • adoçante a gosto
  • 1 colher de café de fermento
  • 1 pitada de sal

Amasse tudo com o garfo e asse em uma forminha individual (untada). Para quem faz vigilantes do peso a receita tem 5 pontos. Se você estiver fazendo o express, conte apenas o cacau, que, a propósito, foi polvilhado sobre o bolo pronto.

Bolo de batata doce com cacau e banana (tamanho família)

  • 3 ovos
  • 250 gramas de batata doce
  • 2 colheres de sopa de cacau sem açúcar
  • adoçante a gosto
  • 1 banana para bater na massa e 1 banana picadinha para misturar na massa
  • 1 colher de sopa de fermento
  • 1 pitada de sal

Processe (ou amasse com o garfo) os ovos, a batata doce, o cacau, o adoçante e 1 banana. Depois junte à mão 1 banana picadinha, o fermento  e asse em forno pré-aquecido por 25 minutos em média, em forma untada. Para quem faz vigilantes do peso a receita toda tem 15 pontos (8 pedaços de 2 pontos). Se você estiver fazendo o express, mais uma vez conte apenas o cacau.

Nota importante

As receitas foram indicadas para pessoas que desejam um bolo mais leve, com menos calorias. Se não for o caso (ou se crianças forem comer o bolo), não use adoçante e sim açúcar mascavo ou demerara (mais saudáveis).  A quantidade de açúcar pode ser a gosto: eu indico 2/3 de xícara mais ou menos (para o familiar). Coloque e experimente a massa. A mesma coisa vale para a manteiga. Em uma versão menos light do bolo grande você pode adicionar 1 colher de sopa de manteiga!

Bom apetite!

Nenhum comentário

Farofa de legumes

Mais farofa de legumes. Aqui eu usei beringela, abobrinha, tomates, uva passa, castanhas.. só refogar tudo em azeite, algo e cebola e depois adicionar farinha.

Se você chegou aqui e tem dúvidas de como fazer, clique em:

Receita de farofa de beringela

Receita de farofa de legumes

Aproveite; é uma delícia!

Nenhum comentário

O fatídico ano do golpe, o ano de 2016

Primeiramente, ForaTemer.

Segundamente, pra que eu possa fazer um breve resumo do que foi 2016 preciso respirar fundo e revirar sentimentos que eu jamais pensei pudesse sentir dentro do meu país,  junto dos meus conterrâneos, amigos, irmãos. É que o ano de 2016 abalou sobremaneira tudo o que eu pensava sobre o país, seus cidadãos.. e pior: sobre as instituições e o Direito aplicado na terra que é de quase ninguém.

Preciso mencionar 2014, quando a já presidente Dilma ganha a reeleição e fere de morte o orgulho da oposição. Vale dizer que a campanha já foi tensa e nós aqui de casa já estávamos notando um crescente pensamento fascista e conservador nos votantes do eterno derrotado Aécio Neves. É óbvio que nem todos os eleitores do PSDB são, individualmente, fascistas malucos, mas – podes crer – a massa formada por estas pessoas é de um reacionarismo assustador.  Pois então, a campanha foi delicada e a presidente venceu (comemoramos aos gritos e ouvindo O baile do pó Royal – as crianças amaram!).

Os perdedores não deixariam por menos, já que são historicamente donos do poder e a ele simplesmente decidiram voltar; para isso, numa manobra rasteira, num acordão com as instituições que nos deveriam proteger, articularam a queda de Dilma, via um falso e demente impeachment.  Descobrimos neste momento os grandes traidores da democracia, apoiados justamente – pelo menos em grandíssima parte – pelos eleitores do candidato suplantado. O ano de 2015 foi preocupante, mas ali ainda eu acreditava na Justiça. Ainda naquele momento eu cria nas pessoas que estavam nomeadas e empossadas como defensoras da Constituição.

2016 foi diferente. A cada dia um sopapo e um hematoma diferente. A cada dia fatos consternantes doeram no peito. Pela primeira vez senti dor física ao ver a perseguição política tomando forma e ao perceber o retrocesso ao qual chegaríamos. No dia 17 de abril de 2016 presenciamos a escória política dando início ao processo. Reunidos em família – alguns de vermelho – vimos um bando de sem-vergonhas admitir formalmente o processo de impeachment. A sessão política seguiu noite adentro, sendo interessante lembrar que a maior rede golpista (Globo, vulgo Globosta) dedicou toda sua programação a televisionar protestos contra o governo.  Neste dia de tragédia mais que anunciada houve mais conflitos e bate-bocas familiares.

Uma parcela da população não se conformou – e não se conforma – com o golpe e foi pra rua.

Fotos de quando participamos de um protesto do MST pelo centro de BH, subindo a rua da Bahia e chegando até a Praça da Liberdade – 01/05/2016.

Infelizmente, em 12 de maio de 2016 o Senado decide manter o processo de impeachment e afasta provisoriamente a presidente Dilma, que fez uma peregrinação pelo país e recebeu suporte de seus eleitores.

.   

As 3 últimas fotos são de uma manifestação de apoio ao governo – dia 20 de maio de 2016, dia em que Dilma esteve em um encontro no Othon Palace de Belo Horizonte (Faculdade de Direito e Avenida Afonso Pena).

Foto tirada no dia 20 de maio de 2016, por um jornalista, de dentro do hotel.

Me entristeceu muito que os protestos e manifestações de apoio foram se arrefecendo ao longo das semanas; parece-me que o abalo do afastamento e a certeza da queda nos fizeram calar definitivamente. O golpe, enfim, foi muito bem orquestrado e o povo, mais uma vez, muito aos moldes de 64, se deixou cair.

Os dias, semanas e meses se passaram e o fajuto impeachment pôs abaixo o mandato legítimo de Dilma, assumindo a presidência o traidor Michel Temer: traidor não só de Dilma, mas traidor do povo que havia colocado os planos de governo  do PT em pauta. Enfim, é sim com muita tristeza que me lembrarei de 2016. Pelo menos neste campo da política, já que não posso me queixar dos demais aspectos de minha vida. Todo o resto foi muito bem, ainda bem. E por isso sou bastante agradecida. Não sei bem a quê ou a quem sou agradecida. Mas sou.

Muito interessante, aqui você encontra a cronologia do golpe.

Um feliz 2017 pra nós. Que o povo encontre forças, sabedoria e coragem para trazer o Brasil de volta aos trilhos da democracia.

 

Nenhum comentário

Feliz Natal!

Esta árvore de Natal foi feita pelo papai e pelos meninos. Eu apenas dei a ideia dos lacinhos. Ficou linda.

Foi, na verdade, um pedido da escola: que fizéssemos algo com material reciclável, para a decoração natalina das crianças. Então tivemos a ideia de procurar na net uma árvore de cápsulas de café, guardadas cuidadosamente pelo papai, que colocou a mão na massa.

Ele fez as bases da árvores de papelão, colou as cápsulas e no outro dia pintou tudo com spray verde. Logo depois os meninos jogaram glitter e eu coloquei os lacinhos.

Fez sucesso. 🙂

Nenhum comentário

Cuscuz de abobrinha, nozes e passas

img_5051-2 img_4890 img_4375

Se tem um prato rápido de fazer, gostoso e super prático é o cuscuz temperado. Os ingredientes podem ser armazenados com facilidade e na hora do aperto você tem à mão tudo o que precisa para uma receita que surpreende a todos.

No caso, eu conservo o cuscuz seco no congelador. Desta forma você mantém o produto por mais tempo. O resto dos ingredientes também são de armazenamento prolongado, ou seja: nozes e uvas passas. Azeite, cebola e  alho nós costumamos sempre ter em casa. Aqui, no caso, eu também usei dois outros produtos, o bacon e a abobrinha. Mas se eles forem retirados não há nenhum problema; fica gostoso do mesmo jeito. Você também pode adicionar diversas outras frutas secas, tipo damasco, ameixa.. ou trocar a abobrinha por beringela, refogando-a bem no alho antes de juntar o cuscuz hidratado.

Mas vamos lá. Para esta minha receita você vai precisar de:

  • 300 gramas cuscuz seco
  • 1 + 1/2 caldo de galinha
  • 700 ml de água fervente
  • azeite para refogar (usei bastante :0)
  • 4 dentes alho
  • cebola (usei uma e meia)
  • 50 gramas de bacon picado
  • 150 gramas de nozes picadas (castanha do pará fica ótima)
  • 1 abobrinha média picada
  • 200 gramas de uvas passas (qualquer uma ou misturada)

Então, faça assim:

Hidrate por uns 10 minutos o cuscuz seco na água fervente, onde você já terá derretido o caldo de galinha (se você usar um caldo natural ficará bem melhor, aposte). Numa panela a parte refogue no azeite o bacon, o alho, a cebola até tudo ficar bem douradinho. Junte as passas, o bacon, as nozes e a abobrinha. Refogue mais um pouco. Junte, por fim, o cuscuz hidratado, mexa bem e acerte o sal. Se desejar tempere com mais algum temperinho de sua preferência. Eu coloquei um pouco de pimenta do reino ralada na hora.

Deliciosa, esta receita é muito rápida. Sirva com carnes ou coma pura mesmo. Vale a pena.

Ah, serve umas 6 pessoas. Embora eu queira comer tudo sozinha. 🙂

 

 

Nenhum comentário

Próxima »