Me lembro que estávamos aflitos para chegar logo perto dos geiseres, que sempre foram, pelo menos pra mim, um evento natural improvável de ser visto. Quando estivemos na Bolí­via, cogitamos a possibilidade de ir ao sul do paí­s conhecê-los, mas os planos mudaram e nós visitamos outras regiões. De toda forma, havia chegado a hora e lá estávamos nós.

Os geiseres são como fontes que, em determinados intervalos de tempo, jorram jatos de água quente e vapor. Eles surgem em razão de atividade vulcânica; no subsolo da região onde existem geiseres há lava e água. A água se aquece e, sob pressão, jorra por onde há escapatória, ou seja, pelos buracos da superfí­cie.

Um cheirinho de enxofre, bem leve, inunda o lugar. A mim me pareceu que estavam cozinhando centenas de dúzias de ovos.

🙂