um blog sobre todas as coisas em geral

Mês: junho 2024

Cenas de junho de 2024

Primeiro de junho, sábado, bem no meio do feriado: virose. Só na cama com bananinha quente com canela.

Mas deu pra ir na flora comprar um vasinho pra replantar uma peperonia e para comprar duas mudas de couve.

No segundo sábado do mês já estávamos na festinha junina, ufa.

Festival Internacional de Circo, dia 09 de junho.

E uma pizza logo depois do circo, no domingo a noite. Presunto com abacaxi.

Ganhei vasos e planta. Adorei.

Festinha dia 22. Depois ainda teve festa na rua, muito boa.

Domingão, dia 23 de junho. O quilo deste bolinho está custando R$ 48,00 na mercearia da rua Major Lopes. ‘Era trintão’. Mas foi um ótimo almoço.

E este foi nosso mês de junho.

Aranhas daqui de casa

Nem todas se deixam fotografar… nem todas eu consigo pedir que identifiquem pra mim… Mas sempre que eu tiver uma foto nova vou renovar o post e republica-lo.

Acima, na escada, janeiro de 2024. Abaixo, no jardim, fevereiro de 2024. Mesma espécie: aranha viúva marrom.

Identificada na internet por um especialista, a nosso pedido, a listradinha é uma aranha viúva marrom, nativa da África do Sul. Tem listras preto e branco nas laterais de seu abdômen e nas patas, bem como uma marcação em formato de ampulheta de cor amarelada. Dizem que a picada dela dói, mas não é preocupante. Outro dia vi outra bem pertinho da minha bicicleta. Dei-lhe uma cutucadinha bem de leve e em dois segundinhos ela subiu pela teia e foi para o teto. 3 a 17mm de tamanho

Fevereiro de 2024: aranha verde, creio que seja uma Lyssomanes viridis, que gosta de comer pulgões, ácaros e formigas, emboscando-os enquanto caça. Nesta foto ela me olhou curiosa. 5 a 8mm de tamanho.

Fevereiro de 2024: papa moscas saltadoras cinza de parede, muito comum no Brasil. 3 a 10mm de tamanho.

Março de 2024: outra saltadora, bem maiorzinha que a logo anterior, tanto que suas quelíceras são bem visíveis. Repare que a outra parece meio peludinha, esta não. Seu padrão também é diferente, embora parecidos e as duas sejam cinza e preto. Acho que a maioria das aranhas que eu acharei por aqui será parecida com estas duas amiguinhas acima.

31 de março de 2024. Identificada pelo Cesar Favacho, com a gentileza de sempre. O nome dela é Nephilingis cruentata, popularmente chamada de “maria-bola”. As fêmeas atingem um comprimento de cerca de 24 mm. As pernas podem ser uniformemente vermelho-escura ou castanha. Os machos são cerca de 4 mm de comprimento e são chamados de joão-palito. Hahahah Elas são naturais da Africa e vieram pra cá pelas mãos dos homens. Gostam de telhados e áreas urbanas e não fazem mal nenhum a nós.

05 de abril de 2025. Uma papa moscas um pouco maior e com uma patinha torta. 🙁

Abril de 2024, mas elas estão aqui desde sempre. São as Pholcus phalangioides, conhecidas popularmente como cavaleiro-das-casas. É a aranha das pernas grandes, finas e das teias mal-ajambradas. Descobri hoje que gostam de comer cochonilhas. Como estão proliferando demais por aqui, já sei pra onde vou levá-las :D.

Abril de 2024. Uma bem pequena, difícil de focar, daquelas que fazem teia das bem feitinhas. Na luz ela é meio esverdeada; a foto não pegou. Será uma papa moscas?

Abril de 2024. Outra bem pitica e esta eu sei que é papa mosca, inclusive é daquelas que pula bem alto e tem os olhinhos cativantes.. Pena que não ficou quieta para eu fotografá-los. E aqui temos uma típica cena de uma papa-mosca indo (talvez) preparar o almoço.

Abril de 2024. Papa moscas.

Junho de 2024. Encontrada na cozinha pelo marido, a bichinha era grande, tinha uns 4 cm mais ou menos, com corpo e patas. Saltou longe quando tentamos captura-la para levar para o jardim. O Alexandre S. Michelotto identificou pra mim como uma aranha do Gênero Neoctenus.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén