A época das pragas

Realmente não tem jeito. É só chegar a época da seca para que toda espécie e sorte de pragas começe a aparecer. Cochonilhas, lagartas,  formigas, todas de uma vez só e cada uma delas com sua caracterí­stica peculiar destruindo plantinhas tratadas com o maior carinho.

Primeiro fomos cruelmente atacados por uma lagarta listrada, cujo bumbum traz uma espécie de rabo ou ferrão, sei lá. Apesar de bonita, a bichinha fez o maior estrago nas nossas alamandas, que antes lindas e floridas agora sustentam meia dúzia de galhos desfalcados.

lagarta

Catamos várias lagartas, lavei bastante a planta e nada. Apenas fiquei livre delas quando me enchi de vez e usei um veneno chamado Malathion. É bom lembrar que este inseticida não é próprio para lagartas, mas era o que eu tinha í  mão na hora da fúria.

Uma semana depois encontro outro tipo de lagarta, agora na jabuticaba, que já teve uma centena de folhas destruí­das. É esta aí­ da foto de baixo, parecendo um poodle apricot.

lagarta-2

lagarta-3

No mesmo dia, vistoriando outras plantas, fui surpreendida pelas famigeradas cochonilhas.

Confesso que estas aí­ são as que me causam mais agonia. Primeiro porque,  pelo menos quanto í s suculentas, podem ir matando a planta aos poucos, de forma pouco visí­vel. Ficam escondidas entre as folhas ou vão  adoecendo a raiz. Quando são percebidas já é tarde demais. Segundo porque, ainda que estejam bem aparentes, são de difí­cil combate. Há como catá-las, lavar a planta e tudo o mais. Porém, se a infestação for intensa, fica bem difí­cil; elas são bastante resistentes.

cochonilhas-1

cochonilhas-2

Então: mais uma vez me enfezei e usei inseticida. Desta vez o Diazitop PM, de uso veterinário, que ainda não deu conta de todo o recado. Continuo no combate das cochonilhas, portanto.

De qualquer forma, já que falei sobre estes dois venenos, é bom esclarecer que sempre fazemos todo o possí­vel para usar produtos naturais – ou menos agressivos – no combate das pragas. Uso água de fumo, óleo mineral e sabão de côco. Só quando a coisa fica feia é que parto para a ignorância. Até porque os inseticidas, claro,  não atingirão somente as pragas, mas também insetos como abelhas e joaninhas, muito bem vindos.

Lembro ainda a quem estiver lendo o post que não somos técnicos nem muito experientes com plantas. Ainda estamos aprendendo sobre o assunto,  de modo que os nomes dos venenos foram mencionados não como indicação, mas até para receber dicas,  informações e crí­ticas de quem tiver conhecimento do assunto.

2 comentários em “A época das pragas”

  1. Oi Ela,

    minha mãe usava diazinon p/ essa praga da última foto, qd atacava as samambaias dela!

    Fiz um post do contra ataque às formigas!
    Dá uma passadinha lá!

    bjs

  2. Pingback: Em Geral » Vilã?

Deixe um comentário