Kurt Seyit e Murka

Na foto Kurt Seyit em pé, à direita. Murka sentada e suas duas filhas ao lado. Não sei quem é o rapaz ao lado de Seyit. Deve ser o sobrinho, filho da irmã.

Há exatamente um ano eu estava terminando a leitura do livro Kurt Seyit e Shura. Dá uma conferidinha no texto que postei e saiba como se dá o início da história do livro da vez, Kurt Seyit e Murka.

Então.. desta vez preciso dar um spoiler sobre o romance da russa Shura e do turco Kurt Seyit. Eles não acabam juntos. A tradição de que turco se casa com turco (ainda é, assista ao canal do Youtube Sobrevivendo na Turquia) foi mais forte e Kurt Seyit abandona definitivamente Shura para casar-se com Murka, a avó de Nermin Bezmen, autora de ambos os romances.

Eu gostei demais desse livro também. Nermin detalha bastante o que foram as várias décadas de relacionamento do casal: ela descreve com muita clareza o que foi para Murka viver apaixonadamente ao lado de um homem que – pelo menos nos primeiros anos de casado – não a queria.

Seyit, apesar de (digamos assim) ter escolhido Murka, não se esquecia de Shura. Então vivia aquele eterno desgosto de estar em uma rotina e companhia que não lhe satisfaziam.

Traía Murka a torto e a direito, sumia de casa sem aviso… e a pobre sofria.. ah, como sofria.. como casou-se muito menina, cresceu na marra e na base da angústia.

Somado ao sofrimento emocional dos personagens, o livro descreve as mudanças históricas (passam por guerras e perseguições), sociais e econômicas que ocorreram na Turquia da época. Depois a história ainda encontra Ataturk e os personagens vivenciam mudanças muito significativas no país.

Há muitos relatos sobre as perseguições realizadas por Stalin na Crimeia também, tudo muito triste e inimaginável. É preciso ver que a autora conta sob o ponto de vista de quem era perseguido por ele, ou seja, por quem tinha os alemães nazistas como salvadores de suas almas.

Para uns a Crimeia foi liberta dos exércitos da Alemanha e de seus aliados; outros tantos ainda revivem o trauma da deportação por Stalin. Não é necessário entrar nesse mérito, enfim…

O importante aqui é ver a transformação dos personagens, talvez tentar entender seus atos e reações aos fatos da vida e perceber como histórias podem se transformar a partir de decisões errôneas.

Ao final da vida, Seyit demonstrava gostar de Murka, mas nunca foi verdadeiramente feliz a seu lado.

A trajetória da vida do casal é muito interessante e eu indico a leitura. Apesar de triste, a história é cativante. O texto te faz refletir sobre a diversidade de culturas; te marca e inspira. Leia!

1 comentário em “Kurt Seyit e Murka”

  1. Pingback: Livros para 2020 – Em Geral

Deixe uma resposta